“A meditação apresenta benefícios em todas as áreas: física, mental, emocional, psicológica e espiritual. Ela tem o potencial de aliviar o sofrimento e ajudar você a criar uma vida melhor.” – Madonna Gauding

 

Praticada há milhares de anos no Oriente, a meditação apresenta diversos benefícios a sua saúde:

  •  Reduz o estresse;
  • Diminuiu a ansiedade;
  • Melhora a qualidade do sono;
  • Melhora do foco e da atenção;
  • Reduz a pressão e a frequência cardíaca;
  • Relaxa a musculatura;
  • Melhora a respiração;

Atualmente, diversas áreas médicas recomendam a prática frequente da meditação. Porém, muitos pacientes ainda encontram dificuldade em iniciar a prática devido a falta de informações, a diversidade de técnicas, conflitos de crença e a falta de tempo.

A meditação não é mística, sobrenatural ou impossível de se realizar. E ela também não precisa estar associada a nenhuma religião. 

É possível meditar por períodos curtos, em qualquer local e sem nenhum aparato especial.

 

A prática de Meditação pode ser realizada em qualquer local.

Primeiros passos:

  • Busque um local tranquilo e confortável para iniciar a sua prática. Com o tempo, você poderá  utilizar diferentes técnicas em locais agitados e até em movimento (veja o post sobre Mindfulness).
  • Sente-se numa almofada ou cadeira, com a postura reta. As pernas poderão ficar cruzadas  uma sobre a outra, desde que esteja confortável. Apoie as mão sobre os joelhos ou uma sobre a outra com as palmas voltadas para cima.
  • Os olhos podem permanecer fechados ou semi abertos.
  • Utilize roupas leves e confortáveis para a sua prática.
  • Desligue o celular.

Meditação:

  • Inicialmente, respire normalmente pelo nariz e mentalmente observe todas as partes do seu corpo, da cabeça aos dedos do pé. Perceba neste exato momento como está a sua mente, seus músculos, suas articulações, sua pele, seus órgãos e vísceras. Observe também a sua respiração, frequência cardíaca, suas tensões e/ou dores musculares, sua postura e seus sentidos.
  • Após esta fase, inicie a respiração pelo abdômen em vez do tórax. Durante a inspiração, expanda o abdômen. E durante a expiração contraia o abdômen.
  • Durante a prática, concentre-se na respiração, observando mentalmente cada fase da sua respiração.
  • Realize cerca de 10 ciclos respiratórios e reavalie-se. Após esse ciclo respiratório, você já conseguirá observar mudanças no seu corpo e mente.
  • Reposicione-se se necessário.
  • Nesta segunda fase, respire de forma mais natural possível e passe a observar a sua mente. Pensamentos sempre virão e da mesma forma irão embora. Concentre-se no silêncio e no vazio entre esses pensamentos.
  • O tempo de cada prática depende de cada um. A duração pode variar de 5 a 30 minutos. Particularmente não gosto de utilizar cronômetros, acredito que eles geram  mais ansiedade conforme a dificuldade da meditação.

Existem diversas outras técnicas de meditação e o ideal é encontrar aquela que mais se adequa a sua pessoa e/ou ao seu momento de vida.